quarta-feira, 18 de junho de 2008

ECONOMICO X FINANCEIRO

TER LUCRO, MAS NÃO TER DINHEIRO, E VICE-VERSA, E MAIS COMUM DO QUE PARECE, NA MAIORIA DAS EMPRESAS.

Talvez não existam palavras mais empregadas no mundo dos negócios do que econômico e financeiro.

Mesmo o trabalhador mais humilde dirá: Estou com problemas financeiros.

Em analises de balanços estes termos precisam ser muito definidos, pois, em caso contrario, se pode chegar à conclusão confusa.

ECONOMICO: Refere-se a lucro, no sentido dinâmico, de movimentação. Estatisticamente refere-se a Patrimônio Liquido.

FINANCEIRO: Refere-se a dinheiro. Dinamicamente, representa a variação de caixa. Estatisticamente, representa o saldo de caixa. O termo financeiro tem significado amplo e restrito. Quando encarado de forma restrita, refere-se a caixa; quando seu significado e amplo, refere-se a Caixa Circulante Liquido.

Resultado econômico e sinônimo de lucro (ou prejuízo). O lucro aumenta o Patrimônio Liquido, mas não as disponibilidades de dinheiro. Uma empresa pode estar em excelente situação econômica com imóveis, equipamentos, investimentos em outras empresas, mas sem dinheiro para pagar suas dividas. Algumas receitas e despesas não tem nenhum reflexo em dinheiro no exercício, como por exemplo, a depreciação, mas nem por isso deixam de ser lançadas na Demonstração do Resultado.

Poe essa razão, a analise de uma empresa deve tomar tanto a Demonstração do Resultado, que evidencia o lucro ou prejuízo, como uma entre duas demonstrações de natureza financeira possíveis: Demonstrações do Fluxo de Caixa ou Demonstrações das Origens e Aplicações de Recursos.

A DEMONTRACAO DO FLUXO DE CAIXA – Evidencia o movimento de caixa da empresa e serve para mostrar o resultado financeiro de curto prazo.

A DEMONSTRACAO DAS ORIGENS E APLICACOES DRE RECURSOS – Evidencia a variação do Capital Circulante Liquido e serve para mostrar o resultado financeiro de médio e logo prazo.

A variação do saldo de caixa mostra se a empresa conseguiu ou não aumentar as suas disponibilidades de dinheiro. Não há duvida de que, em caso positivo, a empresa estará momentaneamente melhorando a sua capacidade de pagamento. Resta saber se futuramente também tendera a melhorá-la ou se a melhora de hoje não se faz em detrimento da situação futura de caixa. Ai e que entra o Capital Circulante Liquido, uma espécie de valores monetários líquidos, do qual decore a capacidade de pagamento da empresa.

A receita operacional da empresa, por exemplo, gera Capital Circulante Liquido. Quando isso acontece, a empresa reforça a sua capacidade de pagar dividas de curto prazo. No momento do faturamento a prazo não entra dinheiro no caixa. Isso talvez possa, em certos casos, representar alguma dificuldade momentânea de caixa. Passados alguns dias, 30, 60, 90, conforme o prazo, a empresa recebe o dinheiro da venda e pode dispor dele para atender a seus compromissos.

Já um empréstimo bancário em que o dinheiro entra instantaneamente em Caixa, só melhora a situação financeira da empresa a curtíssimo prazo, pois, se o empréstimo a alivia hoje, dentro de 30, 60 ou 90 dias ira reivindicar pagamentos e poderá agravá-la conforme os juros. Ou seja, os empréstimos bancários na melhor das hipóteses, chutam para frente, na pior, e bola na marca do pênalti. Por is, certas entradas de caixa podem nada significar. Já os aumentos de Capital Circulante Liquido representam acréscimos no Ativo Circulante e/ou redução de Passivo Circulante que acabarão por desaguar no Caixa, melhorando a capacidade de pagamento da empresa. Por isso, o termo financeiro e muito mais bem empregado quando relacionado a Capital Circulante Liquido do que quando relacionado a Caixa.

Fonte: http://financas.administracao.zip.net/ Contato: administracao.financas@infonet.com.br

3 comentários:

super ana disse...

Parabéns, exposição clara e concisa.

Pedro disse...

Agradeço imensamente! Perfeita explicação.

Unknown disse...

Estava com dúvidas quanto a diferença entre situação econômica e financeira e esta postagem me foi bastante esclarecedora. Retirou minhas dúvidas. Parabéns ao Blog pela explicação do tema.